21 fevereiro 2009

A nossa cortiça na TV!!!!

Verdade absoluta

Democracia é aquele regime pelo qual qualquer cidadão pode ser Presidente da Câmara, menos eu, naturalmente...

20 fevereiro 2009

Tudo eu... tudo eu!

Isto não se faz... há por aí tanta gente sem fazer nada e outros levam com tudo em cima!

Até as lágrimas me saltam!

Esta preocupação persistente com os fracos, oprimidos, carenciados e desfavorecidos toca-me sempre de forma particular! Acreditem que chega a ser comovente...

Moçoilas cá do Alentejo

Atão? Só os "homes" é que cantam, é?

Ah, pois é!

Com as ruas do burgo esburacadas como estão, é preciso ser muito virtuosa para não dar um mau passo!

19 fevereiro 2009

O ninho da cegonha

E você quão cego quer ser?

video

A finalizar

E JPR termina a apontar o que correu mal, a saber, a água em alta (percebi bem?), a ideia da biblioteca ampliada à custa da cave, a revitalização do centro histórico que se estava em coma agora morreu e que se devia ter caminhado para retirar os carros do centro construindo áreas de parque à volta da cidade! Mestre diz passar mais tempo na biblioteca que na Câmara e lá vem a defesa do poder central... e que o orçamento não é exequível! O Presidente remata com a consciência de trabalho feito de forma honesta. E mais, não se disse! A opinião e os comentários agora ficam do nosso lado!

O foguete está no ar

E, novo remate do Presidente directo ao Governo. Ainda está à espera da resposta à carta sobre a proposta da Câmara para integrar o Conselho de Administração do Hospital e sobre o desinvestimento da saúde na região! E o Presidente que até é cirurgião nunca foi convidado a visitar o Hospital.

Sai mais uma bandarilha

E chegou a vez do eixo de ligação da cidade à Guadiana! E o Presidente regista com desagrado a piada fácil do Parque de Inventores referindo-se à Câmara. E a segunda farpa sai... o Mestre tem pouco tempo para ler os papeis e como não está a tempo inteiro dá pouca atenção ao que se passa! Ui... eu cá não me ficava!

O dinossauro da cidade

O Xico assume-se como dinossauro! Quer a cidade como Parque Temático histórico e a aldeia do conhecimento é o Centro de Biotecnologia!

A cidade e a aldeia

Mestre quer que a cidade seja a "aldeia do conhecimento"! O Presidente vira-se para a peixaria do mercado... requalificar o mercado é um objectivo. JPR acompanha esta ideia na perspectiva de manter a história do mercado mas agora com nova abordagem ajustada aos tempos actuais! E o Mestre rende-se!

E no futuro?

O Vivaci vai avançar, a fábrica dos chinocas está em banho maria e o Presidente está preocupado com as promessas de investimento turistico não cumpridas no Alqueva... e isso pode limitar o interesse do Aeroporto, vértice do interesse económico na região! O PDM já está em revisão para acompanhar essa dinâmica. JPR apoia a Câmara nesta visão e aponta também o dedo ao Governo afirmando que foi dada uma machadada a Beja em detrimento de Évora. E lembrou a Vinipax como exemplo de divulgação e sai um "espiche" ao Francisco!

Ainda a procissão vai no adro!

O Presidente avança com números da pobreza a nivel nacional... e uma vez mais, a Câmara aceita consensos internos, recados de fora não! JPR diz não perceber porque foi metido no mesmo saco. A coisa promete aquecer ao longo da campanha!

Quando é que foi?

O Mestre parece um aprendiz no meio dos professores! O melhor será desligar desta e ouvir amanhã D. Manuel Franco Falcão, Bispo Emérito de Beja, na entrevista da Rádio Pax, ás 18h.

O busílis da questão

JPR pôe o dedo na ferida... ao timing da discussão das propostas apresentadas as partes já estavam de costas voltadas! O Presidente assume estar disponível para assumir consensos mas entre os vereadores da Câmara - com terceiros é que nunca!

Começa a lide!

Sobre o social o Presidente assume que a crise não se resolve na caridade, é preciso é criar emprego! E zumba... sai a primeira farpa ao assumido candidato que faz as propostas a partir da Rádio Pax!

A voz à oposição

A oposição dum lado reconhece ter havido alguma mudança mas ainda existir muito por fazer, do outro entende-se não ter a Câmara cumprido nem um sexto do programa... na resposta o Presidente afirma não estar preocupado com os cestos (ou sextos?)!

Em directo

O Presidente está em directo... e na resposta à primeira questão, assume-se que o projecto não está acabado e que Beja tem boas condições de desenvolvimento económico-social! Em resumo e antes da palavra à oposição, Beja é uma cidade por acabar... ou será por começar?

Serão na Sé

O Coro do Carmo de Beja, a Editora Paulus (Lisboa) e as paróquias da cidade estão a preparar um serão musical previsto para o dia 28 de Fevereiro, às 21h30, na Sé de Beja, baseado exclusivamente em textos de São Paulo.

Paisagem alentejana

A Zé continua a brilhar neste blog! Manda mais...

18 fevereiro 2009

A nú!

Ainda sem sofrer o efeito do Vivaci já se nota a crise no comércio cá pelo burgo!

Favoritos

Esta janela aberta sobre o Alentejo pode ser útil!

Ler estas coisas, doem...

A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2008 foi de 7,8 por cento. Neste período, por NUTS II, a taxa de desemprego mais elevada foi registada na região Alentejo, com 10,0 por cento.
ET: Em 2005, Sócrates dizia que 7,1% de desemprego eram "a marca de uma governação falhada" e de uma "economia mal conduzida", hoje, 7,8% é um bom resultado?

Digital ou nem por isso!

Video promocional do Beja Digital... tal como o projecto, inacabado!

17 fevereiro 2009

Com queijo, pão e vinho se faz o caminho!

Gostos também se discutem

Pelos vistos, de mau gosto é terem mudado a sede do Partido para a Rua D. Nuno Álvares Pereira!

A caminho de Beja

Pela esquerda ou pela direita?

16 fevereiro 2009

Nó? Só se for no estômago!

É muito nó!... mas o maior é o nó que darão a todos os alentejanos com as portagens da futura A26!

A não perder

Esta semana a 19 no Pax Julia temos Dança – Feminine pela Companhia Paulo Ribeiro – 21h30

Horror Vacui

(...) O regime que Sócrates e Almeida Santos protagonizam chegou a essa fase. Discutem a morte e a ausência da vida por serem incapazes de cuidar dos vivos.

A lucidez da velhice

"A Igreja fala em nome do direito natural que, para nós, antecede o direito civil", defendeu ao JN Manuel Falcão, bispo emérito de Beja, para quem as propostas socialistas "não são prioritárias".

Cenas do fim de semana

O Alentejo tem coisas divertidas assim... Pelos ares, plaino a perder de vista e emoção sem fim!
Ao mesmo tempo, respira-se pó e adrenalina com o Castelo já à vista! Se achou piada aconselho a não experimentar isto! Vicia, acredite!

De facto...

Há mais artefactos destes por aqui...

Raio X


Porque há pelo burgo muitos disfarçados no rebanho....

15 fevereiro 2009

PDM Offline!

Mais info aqui... ou talvez não!

Sangue azul?

- Ora, querem lá ver que estavam à espera que apresentassem o António Pas D'Argent? Pelo menos este é cá da terrinha!

Versão corrigida




O que é a Internet?

- Compadre Jaquim... você que é um home bem informado, será que me explicava como funciona essa coisa da INTERNETI?
- Bem, Manel, vamos começar pelo princípio ... você já viu as cabras comerem erva e cagarem bolinhas pretas como azeitonas?
- Sim compadre, já vi muitas vezes ...Entã e também já viu as vacas comerem erva e cagarem umas bostas verdes enormes?
- Sim compadre, também já vi ...Ora entã diga-me cá, se os dois bichos comem da mesma erva, como é que cagam cousas tão diferentes?
- (“Pensando”)... ora Compadre Jaquim, nã faço a mínima idêa...
- Entã Manel, como é que você quer perceber de Interneti se nem de m**** percebe?

Cuidando do rebanho...

D. António Vitalino pede que em vez de “projectos megalómanos, que podem dar trabalho a algumas pessoas e enriquecer alguns grupos, há que viabilizar as pequenas empresas, que são a força do tecido social e contribuem para um desenvolvimento coeso e sustentável”. O Bispo de Beja, numa nota enviada à Agência ECCLESIA, pede que “empresas e governos encontrem soluções dignas para a pessoa”, evitando causar a “dependência da solidariedade social a pessoa em idade de construírem a sua personalidade”, indicando “as camadas jovens”.
(...) Em tempos de crise, sublinha o Bispo, é preciso “não perder de vista a hierarquia de valores, de modo a não se deixar absorver pelo imediato e esquecer ou neglicenciar o que é mais importante”, pois “a pessoa humana e a sua dignidade está acima das realidades económicas e financeiras”. D. António Vitalino frisa não ser “racional nem justo” colocar a solidez financeira ou económica “acima do bem das pessoas e muito menos quando essa solidez apenas diz respeito a alguma elite social”.