07 fevereiro 2009

Autopista alentejana

Com um saldo destes não dava para a A26 chegar à fronteira?

O nível do Alqueva

Com o que tem chovido também não admira a Barragem do Alqueva esteja quase cheia, mas não deixam de ser bons sinais estes no nosso Alentejo! O PM veio cá dizer que o reforço da potência hidroeléctrica, constitui "um investimento absolutamente indispensável e seguro" para fazer face às consequências da crise económica e financeira. Ao mesmo tempo o PM mostrou-se hoje convicto de que a refinaria Balboa, prevista para Badajoz, não deverá ser construída "se puser em causa os valores ambientais" na zona portuguesa de Alqueva, no Alentejo. Oxalá!

06 fevereiro 2009

Nome lixado com f

Consta que este "estranja" é um dos 30.000 que em breve acamparão no Alentejo. Agora imaginem lá cada vez que tiverem que chamar por ele nas obras da A26!

Para todos os gostos!

Aos poucos o programa começa a desenhar-se! As "campaniças" nem vão caber em si de contente quando derem conta que o Zé ceguinho e o Tony carretas estarão em palco. A boa noticia para já, só uma e chama-se Rita Redshoes!

Á dúzia sai mais barato

Hoje nas noticias do burgo dá-se conta que arranca hoje no Parque de Feiras e Exposições mais uma edição da Feira Outlet Stocks e Reduções, que até ao dia 31 de Março decorrem as candidaturas ao PRODER (escrevi bem, creio eu!) e que o João Paulo Trindade não sabe se avança com recandidatura (o IPB também está a votos, João Paulo!) e finalmente que o Secretário de Estado das Obras Públicas reúne-se na próxima terça-feira com a EDAB e com os accionistas para falar sobre o modelo de gestão do aeroporto (a dita é em Lisboa porque a distância de Lisboa a Beja é maior que o inverso!).

Música ao vivo

Tiago Sousa - Galeria do Desassossego dia 28 Fev

Devo ser muito burra!

A plataforma super integrada da hiper concelhia do Baixo Alentejo reunindo as mais sublimes mentes das dinâmicas instituições e organizações do burgo, vai rever os supra planos no sentido de garantir a articulação integrada e fomentar o desenvolvimento de trabalho concertado. E, daí?

Prá cama já!

video

05 fevereiro 2009

Cunbersas na tasca

(...)
- Oh pá, vamos lá deixar de porras! Sabes bem que o vinho é que induca mesmo!
- Mas e com isso da Associação é que fazem melhor vinho?
- Ah, pois é! E quem o disse nem foi eu!
- Olha, cala-te mas é e bebe que o teu mal é sede!

A feira de Beja

A Ovibeja já mexe! Este ano com a novidade da temática do azeite!

Mas agricoltura pra quê? Interneti é que é!

No Alentejo, entre 2005 e 2008, a utilização das tecnologias aumentou 3,9% no caso do computador, 21,4% quanto à internet e 9,5% relativamente ao telemóvel.

É preciso dar ao pedal...

Agora que se anuncia aqui a 3ª etapa da Volta ao Alentejo-2009 a ter lugar a 3 de Abril no burgo, seria bom que aproveitassem esta resolução da AR para conseguir a ciclovia até ao Guadiana e pôr a malta por ai a pedalar em grande!

E à missa de Domingo vão?

Direcção Regional da Cultura do Alentejo ausente na entrega do Prémio Vilalva à Diocese de Beja.
Titulo do Público de 04.02.2009

Não percebo...

- Porque é que mesmo apesar dos avisos as pessoas teimam em não desligar os teleles no Pax Julia?
- Porque é que sendo um espectáculo dos
estudantes e para os estudantes, estes teimam em não aparecer?
- Porque raio a malta se ri aparvalhada e histéricamente sempre que aparece a palavra sexo quando a piada até é inteligente?
- Porque é que ao preço que o Pax Julia pratica para espectáculos de qualidade como
este, a sala fica meia vazia?
Também não deve ser para perceber... eu cá gostei e prontes!

04 fevereiro 2009

Rainha da Planície

Conhecer o jardim

Porque no te callas?

Ao invés de acertarem estratégias sobre aquilo que é estruturante e essencial para o distrito os politicos do burgo optam por cenas destas! Não beneficiam quem as diz, quem as ouve e muito menos os eleitos que lhes deviam merecer mais respeito.
(...) A ciência de governar é neste país uma habilidade, uma rotina de acaso, diversamente influenciada pela paixão, pela inveja, pela intriga, pela vaidade, pela frivolidade e pelo interesse. A política é uma arma, em todos os pontos revolta pelas vontades contraditórias; ali dominam as más paixões; (..) em volta daquela arena enxameiam os aventureiros inteligentes, os grandes vaidosos, os especuladores ásperos; há a tristeza e a miséria; dentro há a corrupção, o patrono, o privilégio.
Eça de Queiroz, in 'Distrito de Évora (1867)

Com tanto anedota por ai...

- Mas sendo um museu do humor e do absurdo o que é que não percebem disto?

A voz do Queiróz

(...) Posto isto, José Queiroz lamenta que a sociedade civil e empresarial da região não esteja suficientemente empenhada em tirar partido das mais-valias que um aeroporto civil em Beja pode criar.

Serviço de Estatística Fictícia

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) estima que o Baixo Alentejo venha a receber cerca de 30 mil imigrantes ao longo da próxima década, admitindo que pelo menos dez mil possam ficar a residir nesta região.
in
Diário do Sul

03 fevereiro 2009

São mais os que estão fora...

Há sangue alentejano na West Wing da Casa Branca!

Questão de prioridades

A A26 vai ter portagens e morre em Beja, o investimento esperado para o Alqueva está em banho maria, os interesses estruturantes regionais afastados da gestão futura do Aeroporto e a grande preocupação é a sucatada local!

Lapalissada

Pois, e aqui estamos todos de acordo! Nós por cá, também não esperamos, deixa!

Alembrei-me que...

Melhor uma malagueta que arde do que um açúcar que conforma!

02 fevereiro 2009

À espera morreu um burro!

(...) Já está definida a forma da futura gestão do Aeroporto de Beja?
- Estava previsto a publicação de um Decreto-Lei que atribuiria a concessão à EDAB. Entretanto, não foi publicado o citado Decreto-Lei, pelo que estamos à espera que os accionistas da EDAB se pronunciem sobre essa situação.
in
PE

The Godfather

Agora é que vão ser elas! Já não chegava o Beja orgulha-se... por tudo e por nada e ainda tinha que vir o padrinho devolver o orgulho a Beja! Aonde raio hei-de meter tanto ego, agora?

Second life no Alentejo


Um resumo das cenas gravadas no Alentejo da produção totalmente nacional, e como não poderia deixar de ser, com a maior parte das cenas gravadas em Albernoa!

Sintomas da crise na região

Aqui fala a voz da experiência!

Serviço Público

Entre a Adelaide transferida e a Adelaide que transfere há alguma relação?

Até a barraca abana!

Mas já agora expliquem-me lá, porque raio estes tipos insistem em fazer dos alentejanos uns tristes?

01 fevereiro 2009

E a Europa aqui tão perto!

Perdidos no deserto...

Com pouco futuro por Beja

Já temos mais um candidato à Praça! Desta feita é um empresário alfacinha e por certo, profundamente conhecedor da realidade bejense, homem da "Direita do Futuro" e que certamente não deixará de nos brindar com o slogan "Beja com futuro"!

O Baixo Alentejo vai ter portagem!

O Zézito (como o tio o chama) anunciou ontem em Ferreira do Alentejo a adjudicação da concessão rodoviária do Baixo Alentejo. Um investimento de 270 milhões de euros que foi adjudicada ao consórcio Grupo Rodoviário do Baixo Alentejo liderado pela Edifer e integra a construção de uma nova auto-estrada entre Sines e Beja. O grupo ACS é o principal parceiro no negócio e vai construir a auto-estrada com quatro faixas de rodagem que ligará Sines a Beja, o IP 2 entre Évora e São Mancos, a ER261-5 entre Inês e Santo André e ainda a conservação de outras estradas, num total de 374 quilómetros. O ACS é presidido por Florentino Perez, ex-presidente do Real Madrid, e irá também explorar por um período de 30 anos o IP 8 cuja concessão foi avaliada em 690 milhões de euros. As receitas serão obtidas a partir da disponibilidade de pagamento de portagens no IP8 (futura A26), entre Santiago do Cacém e Beja. O investimento será suportado pelo Banco Europeu de Investimento, que comparticipará com 210 milhões de euros. Percebe-se agora porque queriam os "nuestros hermanos" que a A26 chegasse até à fronteira, agora que ficam com o "lucro todo" mas não deixo de registar a estranheza do silêncio dos autarcas locais contra as portagens por falta de uma alternativa aos condutores. Porque não se aplica aqui o mesmo critério de vias como a A25, A24 ou outras? Resta a esperança que a obra seja breve e que estes dados, pelo menos, se venham a confirmar!