28 novembro 2008

Brevemente no aeroporto perto de si...

video

Afinal...

Passe a publicidade


Precisam-se licenciados para caixa de supermercado!

“Os colaboradores directos irão exercer funções de gestão do centro comercial e de atendimento nas diversas lojas do Vivaci Beja”, explica Fernando Rocha Pereira, administrador da área de centros comerciais do Grupo FDO, promotor do Vivaci Beja. Já os indirectos, acrescenta, “irão exercer funções de gestão operacional do centro comercial, nomeadamente segurança, limpeza, manutenção, jardinagem, tratamento de resíduos, etc.”. No que respeita a qualificações destes trabalhadores, Fernando Rocha Pereira conta que serão muito diversificadas e logicamente enquadradas nas funções que irão exercer. No entanto avança que serão essencialmente profissionais com “qualificação superior ao nível da licenciatura, quadros médios e indiferenciados, pois os postos de trabalho a criar irão corresponder a vários níveis de escolaridade”.

Marketing ou realidade?

O Grupo FDO, através da FDO Imobiliária, vai iniciar em breve a construção do centro comercial Vivaci Beja, que já possui mais de 50 por cento do espaço comercializado. A obra representa um investimento de 30 milhões de euros e permitirá a criação de 1.500 postos de trabalho directos e indirectos.

Os pecados do Estado

D. António Vitalino, Bispo de Beja, lamentou as dificuldades colocadas a quem se empenha nas instituições de solidariedade, apontando o dedo a “funcionários dos organismos da tutela, geralmente conectados com o Estado, que nem sempre sabem exercer a sua missão no sentido de estimular a sociedade civil e o seu voluntariado social”.
(...) “Por isso aqui fica o apelo ao funcionalismo público, para não intervir na sociedade civil com autoritarismo ditatorial, mas na atitude de ajudar a melhor servir. Num regime democrático e social, o Estado não tem o monopólio social, cultural e económico, mas sim a função moderadora e supletiva”, conclui.

E atão?

Beja também se candidatou ao programa... Que é feito disto?



27 novembro 2008

Patético

A culpa não é vossa... nem minha! E, acabei por ir lá ao engano! Em toda a net constava, mas a "Casa da Coltura" nem sonhava com tal espectáculo!

Vai sonhando, vai

Afinal é mais investimento público que "temporariamente"

26 novembro 2008

Então vá... adivinhe lá quem é

Certo dia impôs a doutrina partidária que um figurão da praça abandonasse o cargo que detinha em prol da estratégia futura da conquista de outra urbe. Foi-lhe dito:
- Então vá!
E ele foi. Resultado: A obediência deu-lhe em reconhecimento um "tacho local", ao que ouço dizer e a "estampa pública" da região o prémio "Mais então vá".


Analogias, ou nem por isso

O arsênioPB ou arsénioPE (do latim arsenium), ou ainda arsênico ou arsénico, é um elemento químico de símbolo As com número atômico 33 (33 prótons e 33 elétrons ) e com massa atómica 75 u. (…) Foi descoberto em 1250 por Alberto Magno. (…) Ainda que o arsénio se associe com a morte, é um elemento químico essencial para a vida e sua deficiência pode gerar diversas complicações. (…) O arsénio e seus compostos são extremamente tóxicos, especialmente o arsénio inorgânico.

Entendem agora, melhor,
esta noticia?
- Eu não...

Cada cavadela cada minhoca...

Os recentes casos do uso fraudulento do sistema informático da Segurança Social de Beja por algumas funcionárias da instituição, introduzindo dados falsos que permitiram receber subsídios de gravidez e deficiências de familiares, tal como as acusações de alguns beneficiários de que nos anos de 2006 e 2007 foram destruídos processos, levam a configurar que este será mais um caso de burla no interior da Segurança Social.
in
RVP

"Temporariamente"?

(...) Sublinhando que os Estados-membros têm o direito a "tomar as medidas fiscais que considerem mais apropriadas à realidade" das respectivas economias, o presidente da Comissão apontou que Bruxelas aceita que, face à situação excepcional, os países que o desejarem podem "temporariamente" baixar o IVA, de modo a incentivar o consumo.
in RTP

25 novembro 2008

Haja inspiração...

Ver aqui

******



Não me soprem mais aos ouvidos...


Sim… compreendo que o seu trabalho é necessário e útil, mas perdoem lá, já não consigo suportar a chinfrineira matinal destas maquinetas!!!

24 novembro 2008

Descansando...

Zé, obrigada por partilhares comigo...

Pedalando, mas pouco

Á semelhança do que já acontece noutros locais do País de que estão à espera as Autarquias para reabilitar a antiga linha do ramal REFER entre Beja e Moura transformando-a numa ecopista?
O trabalho de campo está feito
aqui

Postais antigos da Cidade‏

Sabe onde fica este largo?

A ver vamos‏, como dizem os cegos...

Esta foi hoje a eleições. Será que desta vez se contraria a norma de tudo ter sede em Évora?

Das promessas à realidade‏!

Em Março aquando das eleições para a ACDB (…) Francisco Carriço Pedro frisou que tem "muitas ideias" e que pretende "colocá-las em prática". "A criação do site da ACDB, a reactivação do Jornal do Comércio e da revista da Associação" são prioridades para si. Lembrou que o "Distrito de Beja é muito grande" e que "estes documentos podem levar aos associados informação útil" e adiantou que vai "trabalhar muito na imagem da Associação".
(…) Recordou contudo, que "o grande adversário do comércio de proximidade são as grandes superfícies" e que "é necessário desenvolver medidas de combate, que podem passar pela realização de sorteios de Natal e noutras épocas do ano".
6 meses depois (…) Francisco Carriço Pedro, presidente da Associação Comercial do Distrito de Beja, afirmou que o período que se aproxima deve ser encarado com optimismo embora não esqueça o período de maus resultados que todos têm passado. Ainda segundo Francisco Carriço Pedro, a Associação Comercial do Distrito de Beja não vai conseguir desenvolver nenhuma actividade nesta época natalícia mas promete algumas acções, para o Natal de 2009, em parceria com as autarquias do distrito.
Em resumo, nem link do site, nem sorteios de Natal e… infelizmente nem grandes esperanças para o comércio local!

Mas faxe ou não se faxe?‏

(…) Ao caso, a denúncia do Protocolo celebrado entre a Câmara Municipal de Beja e a Autoridade Nacional de Protecção Civil, denúncia unilateral praticada pela Autarquia Bejense, causou enorme perplexidade, faxe às excelentes relações existentes que a ANPC confirma sempre se terem verificado, e por isso, causam também enorme estranheza a este Comando Distrital;

23 novembro 2008

De mal agradecidos‏ está o Inferno cheio...

(...) Em Beja, concretamente no Bairro das Pedreiras, para o qual foram transferidas as famílias que residiam nas 60 barracas erradicadas, há pouco mais de dois anos, do Bairro da Esperança, a responsável assistiu a uma sessão de planeamento familiar no âmbito do projecto "Inclusão pela Arte", e ouviu muitas queixas dos moradores, quase todas relacionadas com a exiguidade das casas construídas de raiz pela Câmara Municipal local.
in
DA

Ontem, já era tarde!‏

Beja é das poucas, senão a única, capital de Distrito sem uma Auto Estrada. O Governo veio ao burgo, com grande show-off, anunciar a requalificação duma Estrada Municipal que serve o Aeroporto e deixa o IP para as calendas... A Cidade precisa estratégicamente de vias que a liguem ao País, ao Atlântico e à Europa mas o “Pai Natal”, como a Imprensa local referiu, trouxe apenas um rebuçado! Já não há pachorra!

Sugestão da semana

No próximo dia 27Nov pelas 22h00 a Bedeteca / Casa da Cultura de Beja recebe os Peixe:Avião, quinteto constituído por Ronaldo Fonseca (voz e sampler),André Covas (guitarra, sintetizador e órgão), Luís Fernandes (guitarra esintetizador), Pedro Oliveira (bateria e caixa de ritmos) e Zé Figueiredo(baixo, sintetizador e órgão).