24 outubro 2009

Biblioteca Andarilha

Em exibição na RuralBeja

Olha que bom!

Uma Auto-Estrada fantasma, um aeroporto virtual e ainda vamos ficar a ver passar os comboios?

Tudo é feito de mudança

Ah, isso é certinho! Há que pagar favores, identificar os "abanadores de cabeça", aproveitar os "lambe botas", comprar os "vira casacas" e, naturalmente instalar o séquito!

23 outubro 2009

Beja Capital do Tintol

E amanhã começa a ViniPax com Beja eleita Cidade do Vinho 2010!

Voar sim mas baixinho! Oh yes!

A probabilidade de escolha aeroportuária, a partir de dado local é conferida por um simples modelo Logit, onde as Utilidades Lineares, associadas a cada acesso (e respectivo Custo Generalizado –neste caso representado pelo Tempo) são introduzidas segundo a seguinte fórmula analítica:

Não percebeu? Diz o relatório que: "Fundamentalmente, a competição aeroportuária ao Sul do Tejo, com base em acessibilidades de tipo rodoviário, exerce-se sobretudo na Costa Alentejana, região de acolhimento de diversos PIN na área do Turismo. A introdução do “intruso” Beja, é particularmente notória na alteração do “hinterland” de Canha, afectando moderadamente Faro."

E agora já apanhou a dica? Terá sido por isso e já a pensar no Mundial 2018 no Algarve que Bruxelas já deu uma ajudinha? E Beja fica à espera até quando? Quem devia saber dá a resposta em inglês: I don’t know exactly when, as it hasn’t been discussed, but it will preferably be during the first three months of next year!

22 outubro 2009

O braço de ferro começou!

E Beja não ganha nada com isto...

21 outubro 2009

É que é já seguir, espera!

Depois admiram-se de não ter alunos... com imagens destas!

Beja em filme

video

Tem filmes destas terras e de outras...

Quem é amiga, quem é?

David Fonseca vai estar cá pelo burgo dia 29Out no Pax Julia! Habilita-te aqui a assistires a um dos showcases de apresentação de "Between Waves".

19 outubro 2009

Recordar a Primavera com o Outono à porta

Mínimos e máximos

Enquanto "uns não se conseguem fixar nas terras a que sentem pertencer", outros há pelo nosso Alentejo que não têm outras alternativas senão trabalhar de sol a sol... como não têm assegurado o rendimento mínimo, resta-lhe o suado trabalho máximo!