19 fevereiro 2009

A finalizar

E JPR termina a apontar o que correu mal, a saber, a água em alta (percebi bem?), a ideia da biblioteca ampliada à custa da cave, a revitalização do centro histórico que se estava em coma agora morreu e que se devia ter caminhado para retirar os carros do centro construindo áreas de parque à volta da cidade! Mestre diz passar mais tempo na biblioteca que na Câmara e lá vem a defesa do poder central... e que o orçamento não é exequível! O Presidente remata com a consciência de trabalho feito de forma honesta. E mais, não se disse! A opinião e os comentários agora ficam do nosso lado!

8 comentários:

Ricardo Cataluna disse...

Foi um debate que soube a pouco. Santos continua na sua: tudo o que é bom foi graças à Câmara; tudo o que é mau foi culpa do Governo, da crise e só faltou acusar a "Divina Providência"...

Moengas disse...

Caro Ricardo podias ao menos louvar a minha divina paciência que fui capaz de aturar isto uma hora e tal sem meter os dedos na boca! ;)

Ricardo Cataluna disse...

Não só louvo, como me levanto e aplaudo! Santíssima paciência! Confesso que não consegui ouvir tudo, mas fui ouvindo uns relances...

Da próxima vez que houver um debate destes temos de fazer um acompanhamento em tempo real no Twitter, como acontecesse com os debates quinzenais... quer dizer, se tivermos paciência:)

Anónimo disse...

Sr. Francisco Santos! Com inimigos assim, quem precisa de amigos…

Moengas disse...

@anónimo 8:46:
Camarada se a piada era para mim, esqueça! Sou eleitora e não tenho que ser amiga de ninguém a não ser de quem também demonstra ser meu amigo! E, se limpar os óculos repara que aqui se assume uma visão critica mas tanto quanto possivel isenta.

Anónimo disse...

Moengas, não era uma piada mas sim uma constatação… percebeu mal.
O senhor presidente, Francisco Santos, com inimigos (políticos claro) como JPR e JMM, será que precisa de amigos?!...

H disse...

Moengas - Bem vinda aos comentários blogosféricos. Há temas.. que sempre que tocamos levamos pancadas, não obstante o esforço - bem visível no seu caso - de manter equidistância e mera análise social! Depois... habituamo-nos!

Moengas disse...

H: Já deu para perceber, mas há coisas menores que não me tiram o sono, nem a vontade de blogar! :)